No more posts

O Campeonato Brasileiro de Arrancada está de volta

Cadu Moreira23 de junho de 2017

A Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), através das atividades desenvolvidas pela sua Comissão Nacional da Arrancada, oficializou nesta quarta-feira (21/Junho) a realização do Campeonato Brasileiro de Arrancada sendo a sua primeira etapa sendo realizada nos dias 8 e 9 de Julho na mais
tradicional pista do Brasil, a reta do Autódromo Internacional de Curitiba localizado no município de Pinhais, região metropolitana de Curitiba/PR.

Outras 3 etapas estão previstas para o calendário 2017 da competição, sendo estas realizadas no Race Valley Motorsports Park (Tremembé/SP – em data a ser confirmada), no Arena Race (Uberlândia/MG – 3 a 5 de Novembro) e no Autódromo Internacional de
Curitiba (Pinhais/Pr – 8 a 10 de Dezembro), fazendo parte da programação oficial do 24º Festival Força Livre de Arrancada.

Iniciamos o nosso trabalho junto a CBA em Março deste ano após a posse da sua nova diretoria presidida pelo Sr. Waldner Bernardo de Oliveira (Dadai). Nestes primeiros meses fizemos algumas reuniões entre os membros da Comissão Nacional da Arrancada, grupo este formado por mim, pelo Fábio Felix Pascoal e pelo Rafael Casagrande, onde todos nós temos envolvimento direto com a modalidade Arrancada. Em um primeiro momento todos estarão envolvidos com o projeto como um todo. Nas reuniões já realizadas apuramos as necessidades de ajustes emergenciais para a modalidade no Brasil, tendo em vista o cenário atual que vive a Arrancada brasileira. Muitos pontos foram levantados e certamente nosso trabalho em 2017 e 2018 será intenso. Porém, vimos a necessidade de oficializar a edição 2017 do Campeonato Brasileiro de Arrancada com o intuito de criarmos um padrão para os próximos anos”, explica Adalberto Monteiro, Presidente da Comissão Nacional de Arrancada da Confederação Brasileira de Automobilismo.

 

Junto à oficialização do calendário 2017 foi divulgado também a logomarca especialmente desenvolvida para o Campeonato Brasileiro de Arrancada. Valorizando as cores da bandeira nacional, assim como as propriedades da modalidade, a logomarca busca repassar ao público em geral a proposta de modernidade, assim como a mensagem de uma nova fase para este esporte emocionante e que tanto atrai a atenção daqueles que tem na velocidade a sua paixão, o seu ideal de vida.

 

O Campeonato Brasileiro de Arrancada 2017 será disputado em provas de 201 e 402 metros, conforme a categoria e a pista que será realizada. O regulamento desportivo, assim como o regulamento técnico das 20 categorias participantes, estão divulgados no site oficial da CBA (www.cba.org.br). Para participar de cada etapa do campeonato deste ano os interessados poderão efetuar suas inscrições diretamente com os promotores de cada uma das provas. Para a etapa de início que será realizada no Autódromo Internacional de Curitiba nos dias 8 e 9 de Julho, as inscrições poderão ser realizadas diretamente com a Força Livre Motorsport pelo telefone 41 3014-7373.

 

A Comissão Nacional de Arrancada prevê ainda o desenvolvimento de atividades e frentes de trabalho em diferentes áreas, tendo como destaque a certificação das pistas de Arrancada no Brasil, adotando critérios de segurança e determinando coeficientes de velocidade máximas permitidas. Outro ponto importante que já está sendo trabalhado é o aprimoramento do regulamento técnico das categorias hoje existentes na modalidade, buscando determinar um padrão a ser utilizado pelos campeonatos e pistas do país. “Já estávamos ajustando os regulamentos das categorias hoje existentes na Arrancada brasileira com o objetivo de unificação de regulamentos. Estamos levando em consideração além do desenvolvimento dos carros, também a questão segurança dos nossos pilotos. Nossa modalidade evoluiu e muito nos últimos anos, onde hoje temos carros que já ultrapassaram a impressionante marca dos 400 Km/h em pistas de 402 metros. Isso há 10 anos atrás era um sonho e hoje já se tornou realidade. E temos que pensar em regulamentos mais ajustados pensando a evolução que ainda está por vir!”, comenta Fábio Felix Pascoal, integrante da Comissão Nacional de Arrancada e profissional da imprensa especializada que acompanha o esporte há mais de 20 anos .

 

Conforme ainda aportando pela Comissão Nacional de Arrancada, estudos estão sendo realizados para que o desenvolvimento da Arrancada possa seguir dois patamares, sendo um deles para aqueles que buscam cada vez mais o aprimoramento da performance dos seus carros, através de provas e competições de alto nível técnico, e o outro através da oficialização e legalização dos eventos que proporcionam a prática da Arrancada em locais adequados e seguros, oferecendo infraestrutura necessária para garantir a integridade dos participantes e do público visitante. “Temos que entender que hoje existem dois cenários distintos na Arrancada brasileira. Um deles envolve as competições de alto nível técnico, tendo como a principal competição atualmente o VP Series realizado no Velopark/RS. E o outro cenário são dos eventos denominados “rachões”. Cada um destes cenários possui características próprias e necessidades diferentes. Algumas necessidades até são em comum, mas pontos específicos existem e precisam ser considerados, como por exemplo a questão da emissão da carteira de piloto, documento este que habilita o condutor do veículo para a prática do esporte Arrancada, transformando-o em piloto. Se os mesmos critérios continuarem sendo adotados para estes dois cenários, certamente os eventos “rachões” continuarão não enquadrados corretamente conforme o Código Desportivo Brasileiro. Temos que entender que estes eventos, além de serem considerados a porta de entrada na modalidade Arrancada, potencializando a formação de futuros pilotos, também exercem papel fundamental na segurança pública, uma vez que oferecem local adequado para que as pessoas possam vir a acelerar e participar de disputas com os seus carros. Estes eventos tem o poder de transformar a prática criminosa dos “rachas” nas ruas das grandes cidades e centros urbanos, em um esporte, conscientizando os seus praticantes e o público em geral de que os autódromos e as pistas de Arrancada existentes pelo país são os locais ideais para acelerar sem colocar em risco a vida do próximo. E não somente por isso também. Aqui estamos falando de um esporte que gera empregos diretos e indiretos, que desenvolve produtos e novas tecnologias, que fomenta a economia do país, que potencializa o turismo nas cidades, que tem o poder de formar cidadãos. Nosso esporte sim pode proporcionar um legado ao país”, finaliza Rafael Casagrande, integrante da Comissão Nacional de Arrancada e consultor em marketing e gestão de eventos esportivos.

 

Serviço:
Comissão Nacional de Arrancada – Confederação Brasileira Automobilismo
Adalberto Monteiro (Presidente)
cna@cba.org.br
41 9 9708-7451
Campeonato Brasileiro de Arrancada

 

Etapa 1
08 e 09 de Julho de 2017
Autódromo Internacional de Curitiba
Realização: Força Livre Motorsport
Supervisão: Federação Paranaense de Automobilismo e Confederação Brasileira de Automobilismo
Patrocínio: Master Power Turbos e Millitec 1 Condicionador de Metais
Informações: 41 3014-7373

Você também pode gostar de ler:


Cadu Moreira