amazonas-1280x807.jpg
Equipe RDA30 de agosto de 2017

Realizada neste último final de semana (26 e 27 de Agosto) na pista de arrancada do Amazonas Dragway, a terceira etapa do Campeonato Amazonense de Arrancada 2017 contou com a participação de 79 pilotos distribuídos entre as 18 categorias existentes na competição.  A programação da competição ocorreu normalmente dentro do seu cronograma de prova, tendo em vista o bom clima que se fez presente no final de semana na região de Manaus, com muito sol e ocorrência de uma pancada rápida de chuva que interrompeu a programação no Domingo durante a fase final, porém não afetou a programação das atividades de pista. A temperatura em torno dos 38ºC foi predominante durante o final de semana.

 

Além dos vencedores das categorias, destaque especial para o piloto Rodrigo “Peninha” Silva do Valle que quebrou o recorde na categoria Dianteira Turbo A, justamente o recorde mais antigo e vigente do Amazonas Dragway até o momento.  Peninha registrou a marca de 8s982, onde inclusive colocou o seu nome na seleta galeria dos pilotos que fazem parte do Clube do 8 Segundos da pista do Amazonas Dragway.

 

Atualmente, somente 4 pilotos fazem parte do Clube do 8 Segundos.  Além das disputas na pista, o público  também pode prestigiar uma bela exposição com carros antigos e históricos, onde a presença de 25 veículos integrantes do Clube do Carro Antigo do Amazonas e do Fusca Clube de Manaus deram um brilho todo especial para o evento.

 

Durante a etapa foram quebrados 4 recordes ao todo em 4 categorias, onde foram registrados os seguintes tempos: Na categoria Dianteira Turbo A (DT A) o piloto Rodrigo “Peninha” Silva do Valle da equipe Steel/SP registrou a marca de 8s982. Na categoria Street Tração Traseira (STT) o piloto Waisten de Matos Dourado da equipe Erno Race/AM baixou ainda mais o seu próprio recorde e registrou a marca de 12,044s; na categoria Street 446 (ST446) o piloto Victor Maurizzio de Lima e Silva da equipe Speed Tech – Biriba Race/AM entrou na casa dos 12 segundos na categoria registrando a marca de 12,905s; e na categoria Standard (ST) o piloto Manacir Porto dos Santos Filho da equipe Carioca Racing/AM registrou o tempo de 12,737s.

 

Os resultados das categorias na 3 etapa do Amazonense de Arrancada foram:

 

Categoria Desafio 8 segundos* 
– 1º lugar – André Soares Martins (453)
– 2º lugar – Márcio Pavanelly Fortunato de Souza (6)
– 3º lugar – Juliano Bento da Silva (100)

 

Categoria Desafio 9 segundos*
–  1º lugar – Aurélio da Silva Ribeiro (17)
– 2º lugar – Ângelo de Jesus Lima Ribeiro Jr (06)
– 3º lugar – Demerson Fonseca de Castro (38)

 

Categoria Desafio Importados   
– 1º lugar – Thomaz Jorge (08)
– 2º lugar – Sidney Ramos Guedelha de Souza (78)
– 3º lugar – Alael Nascimento Miranda Junior (7)

 

Categoria Desafio 14 segundos
– 1º lugar – Leo Tedesco (669)

 

Categoria Desafio 15 segundos
– 1º lugar – Alexandre de Souza Bandeira (151)
– 2º lugar – Wilhame Abnader (77)

 

Categoria Dianteira Turbo A 
– 1º lugar – Domingo “Dedão” Sávio Alves de Lima (150)
– 2º lugar – Roberto Carlos Lima (33)
– 3º lugar – Rodrigo “Peninha” Silva do Valle (500)

 

Categoria Dianteira Turbo B 
– 1º lugar – Wladimir José Carranza Filho (284)
– 2º lugar – Rosalvo Paes de Lira Neto (222)
– 3º lugar – Fellipe de Magalhães Zaranza (50)

 

Categoria Dianteira Turbo C    
– 1º lugar – Lincon Pacheco (427)
– 2º lugar – Gabriel da Silva Muniz (18)
– 3º lugar – João Paulo Almeida Vieira (457)

 

Categoria Dianteira e Traseira  Turbo Original
– 1º lugar – Manoel Arozzo de Albuquerque (320)
– 2º lugar – Ricardo da Silva Moraes (460)
– 3º lugar – Márcio Lopes Rodrigues (377)

 

Categoria Força Livre Dianteira
– 1º lugar – Luiz Sérgio Vieiralves Donato  (494)

 

Categoria Standard        
– 1º lugar – Márcio Marques Cirino Vieira (310)
– 2º lugar – Manacir Porto dos Santos Filho (18)
– 3º lugar – Fábio de Melo Veloso (268)

 

Categoria Street 446        
– 1º lugar – Victor Maurizzio de Lima e Silva (47)
– 2º lugar – Jorge Alexandre M. Araújo (22)
– 3º lugar – Rosemberg Ramos de Oliveira (98)

 

Categoria Street Tração Traseira    
– 1º lugar – Waisten de Matos Dourado (74)
– 2º lugar – Francisco José Cavalcante (111)

 

Categoria Traseira Turbo
– 1º lugar – Márcio Koji Miyamoto (58)

 

Categoria Traseira Original   
– 1º lugar – Erno Angelim Benjo (20)

Categoria Motos Super Bike 600cc
– 1º lugar – Gregório de Jesus Lima (61)
– 2º lugar – Agenor Jean Pinto Neto (69)
– 3º lugar – Mamede de Lima Jezini (5)

 

Categoria Motos Super Bike 1000cc
– 1º lugar – Dirceu Albuquerque Lasmar (46)
– 2º lugar – Amaury dos Santos Silva (1)
– 3º lugar – Eduardo Yassunari (3)

 

Categoria Motos Protótipos 
– 1º lugar – Daniel Silva Moraes (46)
– 2º lugar – Lucas Oliveira (95)

 

Categoria Pro Mod        –                      piloto(s) participante(s) sem largada válida

 

O Campeonato Amazonense de Arrancada é a única competição oficial do automobilismo amazonense e que possui reconhecimento e homologação por parte da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). “Nós do Manaus Motor Clube temos a obrigação de realizar nossas competições respeitando a legislação desportiva vigente em nosso país.  Além de assegurar aos pilotos a realização de provas dentro de um formato utilizado em todo o Brasil, também garantimos ao público presente a transparência nos resultados”, finaliza Juliano Bento, atual presidente do Manaus Motor Clube.

 

Devido ao intenso calor no final de semana, muitas quebras entre os participantes foram registradas.  Para a próxima e última etapa do Campeonato Amazonense de Arrancada 2017 a expectativa é de contar com novo recorde de pilotos participantes, tendo em vista que a grande maioria das categorias existentes no campeonato estão com a disputa em aberto, levando ainda mais emoção para a etapa final que será realizada nos dias 21 e 22 de Outubro na pista do Amazonas Dragway

 

Serviço:

Campeonato Amazonense de Arrancada 2017

Site: www.amazonasdragway.com.br
Facebook.com/amazonasdragway

Patrocínio: Injepro / Bardhal / Mamute / Picanha Mania / Japurá Pneus / JL Frios / Natucarne / Irestore /

Apoio: Águas Monte Roraima / Hotel GoInn / LeBaron / Graftech / Tixxa Comunicação Visual

Realização: Manaus Motor Clube
Supervisão: Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA)

 

Imprensa:

3 SPORT ENTRETAINMENT

Telefone: (41) 9 9680 3366
Email: arccasagrande@gmail.com
Contato: Rafael Casagrande

Arrancada-Maraingá02.jpg
Equipe RDA17 de agosto de 2017

A 3ª Etapa do Campeonato Paranaense de Arrancada 201m estava inicialmente agendada para esse final de semana (19 e 20/08) em Maringá-PR, porém a previsão do tempo não é das melhores – pelo contrário.

Em respeito a todos os pilotos/preparadores, em especial aqueles que vem de longe, a organização do evento decidiu, desde já, transferir a etapa para o próximo final de semana nos dias 26 e 27 de agosto.

“Como choveu a semana inteira na cidade, mesmo que a previsão erre e não chova no sábado e domingo não será possível oferecer aos participantes uma pista com grip em condições de vir recorde que é o que queremos. Optamos pelo próximo final de semana por ser bem próximo a data original e por que todas as datas de setembro coincidem com outros grandes eventos do esporte”, explicou Nelson Fernandes. Segue o banner com a nova data:

 

Norwalk-winners-circle-2016-NHRA-1280x853.jpg
Equipe RDA28 de julho de 2017

Arrancar e fazer reação baixa é fácil, mas quando o resultado do trabalho de semanas ou meses tem de ser posto a prova numa única arrancada, a pressão inibe a vontade de arriscar a loteria. Você faz aquilo que é capaz de fazer, porque não pode ser irresponsável e colocar tudo a perder queimando a largada.

racer-helmet-race-suit-1920x1200-1280x800.jpg
Equipe RDA28 de julho de 2017

As dificuldades acontecem para todos. Por mais que façamos tudo da melhor forma, sempre existirão problemas que não estavam na lista. Isso porque arrancada é um esporte onde forçamos limites. A simplicidade da competição empurra os pilotos e preparadores aos limites do carro, do motor e de sua capacidade de controlar algo que nem sempre "quer" ser controlado.

Jensen_3.871.jpg
Equipe RDA28 de novembro de 2014

Mas o que é a cultura do recorde e como ela afeta o esporte? Como essa maneira de pensar tomou conta da arrancada é uma questão difícil de decidir, porém essa complexidade não vem ao caso. Não importa se primeiro veio o receio de certos pilotos de correrem lado a lado, o formato encontrado para reduzir o número de puxadas a fim de acomodar um enorme número de categorias em um período relativamente curto de competição ou a possibilidade de valorizar uma puxada rápida de um carro sozinho, já que a falta de quórum é um dos principais problemas de algumas categorias.

maxresdefault-5-1280x720.jpg
Equipe RDA28 de julho de 2008

Existem inúmeros casos comprovando que ser adepto de uma filosofia excessivamente retrógrada leva apenas à mediocridade, porém estar à frente de seu tempo pode oferecer riscos muito maiores. Um dos mais célebres exemplos dessa situação remonta à história de Galileu Galilei, que teve toda a sua obra proibida e perdeu a liberdade por estar entre os primeiros que sustentavam que a terra girava em torno do sol.